6 Flares Twitter 1 Facebook 2 LinkedIn 2 Google+ 1 6 Flares ×

Mercadorias são artigos adquiridos pelo comércio para revenda em seus estabelecimentos, seja a varejo, seja em atacado. Trata-se de um fato praticado rotineiramente pelas empresas.

Neste artigo, explicaremos a forma de contabilização das compras de mercadorias para revenda, assim como o tratamento dos impostos recuperáveis.

TRIBUTOS RECUPERÁVEIS

O valor dos impostos e contribuições recuperáveis não se inclui no custo das mercadorias.

Desta forma, o ICMS destacado na aquisição de mercadoria para revenda deve ser excluído do custo de aquisição, contabilizando-se o valor correspondente em conta própria do ativo circulante. Esse procedimento faz com que a mercadoria adquirida ingresse no estoque da empresa pelo seu valor líquido, ou seja, sem o ICMS incluso no valor da Nota Fiscal.

O mesmo se pode afirmar sobre a contabilização do PIS e COFINS, quando recuperáveis.

No caso do IPI, se a empresa não tiver direito a crédito desse imposto, o valor correspondente integrará o custo de aquisição das mercadorias.

FRETE

O valor do frete pago pelo transporte de mercadorias será registrado como parcela integrante do custo de aquisição.

EMPRESA QUE NÃO MANTÉM CONTROLE DE ESTOQUES

Na empresa que não mantém controle de estoques, usualmente as compras são registradas em contas de resultado específicas (Compra de Mercadorias, ICMS sobre Compra de Mercadorias, Fretes sobre Compras) sendo que na data de apuração dos resultados se faz o levantamento físico dos estoques para a contabilização do valor a débito de estoques e a crédito de conta de resultado, chamado “Estoques Finais de Mercadorias”.

IPI NÃO RECUPERÁVEL

A empresa comercial, quando adquire mercadoria de indústria, deve considerar o IPI destacado na Nota Fiscal como custo de aquisição, uma vez que, pela sua natureza, não poderá exercer o direito ao crédito desse imposto.

Exemplo:

Empresa comercial comprou mercadorias para revenda cuja nota fiscal de entrada no estabelecimento tem os seguintes dados:

Preço da mercadoria – R$ 10.000,00
IPI Destacado e não recuperável – R$ 1.000,00
Total da Nota Fiscal – R$ 11.000,00
ICMS destacado na nota fiscal – R$ 1.200,00
Frete da mercadoria – R$ 300,00

Lançamentos contábeis:

1. Registro do valor total da nota fiscal do fornecedor:

D – Estoques de Mercadorias (Ativo Circulante)
C – Fornecedores – Seabra Cia. Ltda. (Passivo Circulante)
R$ 11.000,00

2. Registro do ICMS recuperável:

D – ICMS a Recuperar (Ativo Circulante)
C – Estoques de Mercadorias (Ativo Circulante)
R$ 1.200,00

Obs: O PIS e COFINS, quando recuperáveis, são contabilizados da mesma forma que o ICMS. As alíquotas básicas são 1,65% e 7,6%, respectivamente.

3 – Registro do frete:

D – Estoques de Mercadorias (Ativo Circulante)
C – Fornecedores – Transportes Paulista Ltda. (Passivo Circulante)
R$ 300,00

Tenha um grande dia!

Se prepare para as provas do CRC com um dos professores mais renomados do mercado acadêmico.

Apostila exame do CRC: Bacharel e Técnico!

Especializar-se é a melhor maneira de se obter sucesso profissional. Clique aqui e confira cursos online rápidos que lhe ajudarão bastante no exercício de sua profissão.

Receba nossas dicas de contabilização por e-mail clicando aqui.

Contador, Consultor contábil, Atua na área contábil desde 2002. Criador do site Como Contabilizar desde julho de 2013.



Comentar

COMENTÁRIOS (2)

  1. Flávio Santana Muniz

    18/11/2013

    Bom dia, Luis,

    Estou feliz em ter retornado os posts, sou novo na área e esses posts me ajudam muito, obrigado!

    Responder

    • Luis Batista

      18/11/2013

      Prezado Flávio,

      Obrigado pelo apoio.

      O blog será atualizado regularmente.

      Um abraço!

      Responder

Deixe uma resposta









6 Flares Twitter 1 Facebook 2 LinkedIn 2 Google+ 1 6 Flares ×