Como Contabilizar Retenções de Impostos Sobre Serviços Prestados – PIS, COFINS, CSLL

Neste artigo e vou mostrar Como Contabilizar Retenções de Impostos Sobre Serviços Prestados – PIS, COFINS, CSLL.

Os pagamentos efetuados pelas pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas de direito privado, pela prestação de serviços de limpeza, conservação, manutenção, segurança, vigilância, transporte de valores e locação de mão-de-obra, pela prestação de serviços de assessoria creditícia, mercadológica, gestão de crédito, seleção e riscos, administração de contas a pagar e a receber, bem como pela remuneração de serviços profissionais, estão sujeitos à retenção na fonte da CSLL, da COFINS e do PIS.

O valor é determinado pela aplicação, sobre o valor pago, do percentual 4,65%, equivalente às 1% (CSLL), 3% (COFINS) e 0,65% (PIS).

Classificação Contábil

Os valores retidos são considerados como antecipação do que for devido pelo contribuinte que sofreu a retenção, em relação às respectivas contribuições.

Desta forma as contribuições retidas na pessoa jurídica prestadora do serviço, assumem características de um direito a ser compensável, e assim deve ser classificado no Ativo Circulante como Tributos a Recuperar.

Na pessoa jurídica tomadora do serviço, que tem a obrigatoriedade de reter e recolher as contribuições devidas sobre o valor do serviço a ser pago, as retenções serão tratadas como uma obrigação, e assim será classificado no Passivo Circulante como Tributos a Recolher.

Como Contabilizar Retenções de Impostos Sobre Serviços Prestados – PIS, COFINS, CSLL

Vamos considerar como exemplo, uma empresa “X” que emitiu uma Nota Fiscal de prestação de serviços para seu cliente, empresa “Z”, com os seguintes dados:

Valor da Nota Fiscal – R$ 10.000,00

Retenções:
CSLL: 1% = R$ 100,00
COFINS: 3% = R$ 300,00
PIS: 0,65% = R$ 65,00
Total das Retenções – R$ 465,00
Valor Líquido a Receber: R$ 10.000,00 – R$ 465,00 = R$ 9.535,00

Contabilização na pessoa jurídica “X” – prestadora do serviço:

a) Pelo registro da Nota Fiscal:

D – Clientes (Ativo Circulante – Contas a Receber) R$ 9.535,00
D – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00
D – COFINS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 300,00
D – PIS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 65,00
C – Receitas de Serviços (Resultado – Receita com Vendas) R$ 10.000,00

b) Pelo recebimento do valor do cliente:

D – Bancos (Ativo Circulante – Disponibilidades) R$ 9.535,00
C – Clientes (Ativo Circulante – Contas a Receber) R$ 9.535,00

c) Pela compensação das contribuições retidas com o valor devido:

D – CSLL a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 100,00
C – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00

D – COFINS a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 300,00
C – COFINS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 300,00

D – PIS a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 65,00
C – PIS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 65,00

Contabilização na empresa “Z” – tomadora do serviço:

a) Pelo registro da Nota Fiscal:

D – Despesas de Serviços Prestados (Resultado) R$ 10.000,00
C – Contribuições Retidas a Recolher (Passivo Circulante) R$ 465,00
C – Fornecedores (Passivo Circulante) R$ 9.535,00

b) Pelo pagamento ao fornecedor:

D – Fornecedores (Passivo Circulante) R$ 9.535,00
C – Bancos (Ativo Circulante) R$ 9.535,00

c) Pelo recolhimento das contribuições retidas:

D – Contribuições Retidas a Recolher (Passivo Circulante) R$ 465,00
C – Bancos (Ativo Circulante) R$ 465,00

Base Legal:

Artigos 30, 31, 32, 34 a 36, da Lei 10.833/2003.

 

Se prepare para as provas do CRC com um dos professores mais renomados do mercado acadêmico. Apostila para o exame do CRC

Treinamento Exclusivo Para Te Ajudar a Passar No Exame do CRC >>Confira Aqui<<

Atualize-se fazendo cursos online na área contábil. >>Veja aqui<<

Você gostaria de abrir seu Escritório de Contabilidade? Confira aqui e veja como!!!

Curso de Escrita Fiscal. Conheça os detalhes deste treinamento >>AQUI<<

Tenha um ótimo dia!

Leia também

Sobre Luis Batista 105 Artigos
Contador, Consultor Contábil, Fiscal e Financeiro, Auditor. Atua na área contábil desde 2002. Criador do site Como Contabilizar desde julho de 2013.

76 Comentário

  1. boa tarde. digamos que a minha empresa prestou serviços no valor de 1.000 e foi retido pis,cofins,csll e irpj. no caso este lançamento seria, empresa lucro presumido.

    c- receita -1.000
    d irpj recuperar – 15,00
    d csll recuperar – 10,00
    d pis recuperar – 6,50
    d cofins recuperar – 30,00
    d- clientes – 938,50
    agora minha duvida é, em qual momento eu apuro o pis e cofins a pagar. ou seja qual lançamento devo fazer.

    • Olá Gleidson,
      Utilizando o seu próprio exemplo, os lançamentos de impostos a pagar são:
      D – pis, cofins, iss sobre venda (deduções de venda – resultado)
      C – pis, cofins, iss a recolher (impostos a pagar – passivo)
      O IRPJ e a CSLL a pagar você apura no trimestre, de acordo com o faturamento do período:
      D – Provisão para IRPJ e CSLL (resultado)
      C – IRPJ, CSLL a pagar (impostos a pagar – passivo)
      Abraço!

  2. Olá! Parabéns pelo artigo. Bem didático e bem explicado.
    Apenas uma dúvida: é regra contabilizar os impostos a compensar no momento da emissão da nota? Posso contabilizar no momento do recebimento? Em qual CPC posso ter a base legal?
    Obrigada,
    Ana Paula

    • Olá Ana,
      O INSS e ISS retidos você contabiliza pela emissão da nota fiscal.
      O IRRF, PIS, COFINS e CSLL retidos, você pode contabilizar pelo recebimento.
      Abraço!

  3. Boa Tarde,

    Não entendi muito bem esse exemplo que você deu:
    Vamos considerar como exemplo, uma empresa “X” que emitiu uma Nota Fiscal de prestação de serviços para seu cliente, empresa “Z”, com os seguintes dados:

    Valor da Nota Fiscal – R$ 10.000,00

    Retenções:
    CSLL: 1% = R$ 100,00
    COFINS: 3% = R$ 300,00
    PIS: 0,65% = R$ 65,00
    Total das Retenções – R$ 465,00
    Valor Líquido a Receber: R$ 10.000,00 – R$ 465,00 = R$ 9.535,00

    Contabilização na pessoa jurídica “X” – prestadora do serviço:

    a) Pelo registro da Nota Fiscal:

    D – Clientes (Ativo Circulante – Contas a Receber) R$ 9.535,00
    D – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00
    D – COFINS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 300,00
    D – PIS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 65,00
    C – Receitas de Serviços (Resultado – Receita com Vendas) R$ 10.000,00

    b) Pelo recebimento do valor do cliente:

    D – Bancos (Ativo Circulante – Disponibilidades) R$ 9.535,00
    C – Clientes (Ativo Circulante – Contas a Receber) R$ 9.535,00

    c) Pela compensação das contribuições retidas com o valor devido:

    D – CSLL a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 100,00
    C – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00

    D – COFINS a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 300,00
    C – COFINS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 300,00

    D – PIS a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 65,00
    C – PIS a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 65,00

    Nesse caso da compensação, as contas a recuperar vão zerar, porem ficará em aberto as contas a recolher. Elas não tem que zerar também ? Como devo tratar ?

  4. Boa tarde tenho a seguinte duvida a respeito de impostos retidos na fonte sou prestadora de serviço no ramo de engenharia elétrica. Por exemplo emito uma nota fiscal de serviço no valor de R$ 15,000,00. Na nota fiscal tem os seguintes impostos retidos:
    VALOR DA NOTA FISCAL= R$ 15.000,00
    IR NA FONTE 1,5%= R$ 225,00
    PIS 0,65%= R$ 97,50
    COFINS 3%= R$ 450,00
    CSLL 1%= R$150,00
    ISSQN 2%= R$ 300,00
    LIQUIDO A RECEBER= R$13.777,50

    COMO FICARIA ESTES LANÇAMENTOS NA CONTABILIDADE E A COMPENSAÇÃO DO MESMO?

    UMA OUTRA DUVIDA É A RESPEITO DO IMPOSTO ISSQN QUE NÃO É RETIDO NA FONTE , COMO LANÇAR NA CONTABILIDADE.
    ATT.CARMEN

    • Olá Carmen,
      O lançamento da nota é:
      D – clientes
      D – impostos a recuperar (ativo – cada uma das retenções mencionadas)
      C – receita de serviços prestados
      D – impostos sobre vendas (resultado – pis, cofins, iss)
      C – impostos a pagar (passivo – pis, cofins, iss)
      Abraço!

  5. Boa tarde!

    Me ajude nesse lançamento :

    Prestação de servs no valor de 10.000,00(contabilizar os impostos sobre o faturamento e os impostos que serão retidos pelo cliente) – Recebimento a vista

    Obrigada

    • Olá Kênia,
      D – caixa/bancos
      D – impostos a recuperar (ativo – impostos retidos na fonte)
      C – receita de serviços (resultado)
      D – impostos sobre serviços (resultado – ISS, PIS, COFINS)
      c – impostos a recolher (passivo – ISS, PIS, COFINS)
      Atc;

  6. Luis batista Bom dia,

    Qual código de recolhimento que eu uso DARF (retenção) PIS,CONFINS,CSLL e IRPJ para fazer uma guia só sobre estes imposto já que tenho um cliente que está retenções sobre a nota fiscal
    QUAL É O CÓDIGO? PARA FAZER A GUIA?

    • Olá Luciane,

      CSL/Cofins/PIS-Pasep Retidas na Fonte
      Retenção na Fonte (Lei nº 10.833/2003 ) >> código 5952

      Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF)
      Remuneração de serviços prestados por pessoa jurídica >> código 1708

      Abraço!

    • Minha dúvida é a seguinte:

      O lucro presumido (indústria, comercio ou serviços) eu contabilizo desta forma como está no artigo:

      D Imposto a recuperar (ativo)
      C Imposto a recolher (passivo)

      E no lucro real (indústria, comercio ou serviços) eu deduzo o imposto diretamente sobre a venda:

      D Imposto s/ venda (resultado)
      c Imposto a recolher

      Em qual situação retenho o imposto?
      E qual situação impostos incidentes sobre as vendas?

      • Olá Jéssica,
        Na venda, independente se a empresa é indústria, serviço ou comércio, e ainda independe o regime tributário da empresa, a contabilização é:
        D – Imposto s/ venda(resultado)
        C – Imposto a recolher

        Agora a retenção do imposto pode ocorrer tanto em um serviço prestado (receita) como em um serviço tomado (despesa). E aí existem as normas legais que regem que tipo de serviço há retenções.
        E aí tem as formas de contabilização;
        Serviço prestado (receita)
        C – Receita Faturamento (resultado)
        D – Clientes
        D – Imposto s/ venda(resultado)
        C – Imposto a recolher
        D – Imposto a recuperar (se o serviço prestado incidir retenção)

        Serviço tomado (despesa)
        D – Despesa
        C – Contas a pagar
        D – Imposto retido a recolher

        Se tiver dúvida, pode responder este comentário.
        Abraço!

  7. Bom dia.

    Preciso contabilizar uma nota de serviço, porem estou com algumas duvidas. Quando os impostos incidentes sao de responsabilidade do tomador a retençao e o pagamento eu contabilizo no ativo. Pois bem, nesse caso a responsabilidade de retenção e minha, o pagamento dos impostos terao que ser feitos por mim. Como contabilizar os impostos? Lembrando que estou falando de uma empresa de lucro presumido.

  8. Boa tarde gostei muito da matéria.

    Tenho uma dúvida. Sou uma empresa lucro presumido e vou destacar todos impostos federais mais a taxa de serviços para a prefeitura. Com excessão ao serviço, a empresa que contrata meu serviço para investimento predial, poderá ser creditar em conta gráfica dos impostos federais?

    Minha nota é de serviços, e nao se trata de vendas. Por isso me surgiu esta dúvida, pois ao emitir a nota de serviços e eu ser lucro presumido, pagarei muitos impostos, no entanto se ele puder se creditar dos impostos eu posso cobrar dele.

    Atenciosamente,

    • Olá Jota,
      Se a empresa for do lucro real, ela se creditará da despesa para apuração de PIS e COFINS. O IRPJ e a CSLL entrarão na base de cálculo para apuração dos impostos.
      Você não menciona, mas se a empresa retiver impostos de sua nota fiscal, ela compensará em suas apurações.
      Abraço!

  9. Boa tarde Luis, ótimo trabalho, o artigo é muito bom, mas eu fiquei na dúvida na maneiro da zerar o saldo do imposto a recolher, pois ele fica com saldo devedor

    D – CSLL a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 100,00
    C – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00

    se no momento da prestação do serviço eu debito o imposto a recuperar, em que momento eu credito o imposto a recolher?

    Obrigado

    • Olá Leandro.
      Você credita o imposto a recolher no momento de apurar a provisão para o IR e a CSLL.
      Se a empresa for do lucro real e apurar base negativa, não haverá provisão, e consequentemente, esse lançamento não deve ser realizado.
      Abraço!

  10. Bom dia Luis Batista,

    Tenho um cliente que faz corretagem de seguros e recebe de seus clientes através da emissão de nota fiscal. Sua tributação é através do Lucro Presumido. Todas as notas fiscais vem retendo ISS e IR. O IR eu compenso no imposto trimestral. Mas o ISS, como o cliente não “paga” esse ISS, o saldo vem aumentando a cada nota fiscal. Esse valor de ISS a Recuperar, existe alguma forma de, efetivamente, recuperar ?

    • Olá Tarcísio,
      Na atividade de corretagem de seguros incide ISS.
      Seu cliente não paga o ISS por conta da retenção que é destacada na nota.
      Então, o saldo na conta de ISS a recuperar é irreal, ele não existe.
      Você deveria contabilizar o ISS devido na prestação do serviço.
      Os lançamentos na emissão da nota são assim:
      D – clientes
      C – receita de servicos
      D – impostos a recuperar (no seu caso IR e ISS)
      D – impostos sobre vendas (PIS, COFINS, ISS)
      C – impostos a recolher (PIS, COFINS, ISS)

      Da mesma forma que você compensa o IR você deve compensar o ISS.

      Abraço!

  11. Oi:

    Duvida: Sou nutricionista e presto serviços numa clinica. Para emissão da nf de prestação de serviço a clinica retem o pis/cofins/cssl e ir, me passando somente o valor liquido para eu emitir a nf.

    Como devo proceder?? Pois na hora em que emito a nf vem os valores dos impostos? Devo informar a receita sobre essa retenção para que minha empresa que é do liucro presumido não fique devedora??

    • Olá Silvia,
      Você quando presta o serviço para a clínica realmente incide a retenção dos impostos.
      Agora se entendi bem, você emite uma nota fiscal pelo valor líquido? E depois ainda retém os impostos novamente?
      Se o seu serviço é R$ 1.000,00, você emite a nota fiscal pelos R$ 1.000,00, destacando a retenção de R$ 61,50, recebendo o líquido de R$ 938,50. Se a operação for dessa forma, está ok.
      Quanto a informar para a receita federal essas retenções de impostos, você deve sim, tem DCTF, sped contribuições, etc etc. E se não o está fazendo, está gerando multas para pagar.
      Veja essas questões com seu contador.
      Abraço!
      Você emite

  12. Bom dia.
    Estou com uma dúvida quanto a contabilização de valores retidos de PIS e COFINS.
    Ex. Tenho um valor retido de R$ 8647,10. E foi compensado um valor de R$ 10.360,93.
    1º lançamento : Pis retido/ Receita de serviços – R$ 8647,10
    2º lançamento: Pis (redutora de receitas)/ Pis a Recolher – R$ 10.360,93
    3º lançamento: Pis a recolher/ Pis retido – R$ 8647,10 (zerando a conta do retido)

    Agora, o que faço com o saldo de 1713,83? Preciso debitar a conta de Pis a recolher , já que não tenho valores para serem pagos. Sendo assim, zero essa conta. Mas qual conta será a contra/partida?

  13. Bom Dia, Gostaria de orientação sobre:
    Temos os Contratos de Prestação de Serviços no Valor 24.000 ref. 12 meses no valor mensal de 2.000,00.
    Sendo que mensalmente emitimos a nota fiscal no Valor de 2.000,00 ref. a competencia, minha duvida como faço o lançamento nesses 02 fatos geradores. desde já agradeço.

  14. Boa noite,
    Tenho uma dúvida.
    A empresa “A” (lucro presumido e não é substituta tributária do ISS) adquiriu serviços de consultoria contábil junto ao fornecedor “X” . O lançamento abaixo quanto a aquisição e pagamento está correto?

    AQUISIÇÃO DO SERVIÇO
    D- ASSESSORIA CONTÁBIL R$ 2.000,00
    C- IRRF A RECOLHER R$ 30,00
    C- CSLRF A RECOLHER R$ 93,00
    C- FORNECEDOR R$ 1.877,00

    PAGAMENTO DO SERVIÇO
    D- FORNECEDOR R$ 1.877,00
    D- IRRF A RECOLHER R$ 30,00
    D- CSLRF A RECOLHER R$ 93,00
    C- CAIXA R$ 2.000,00

    • Olá Marcos,
      Os pagamentos são em momentos diferentes.
      Existe o pagamento ao prestador de serviço:
      D – fornecedores
      C – bancos
      E em outro momento, existe o pagamentos dos impostos retidos:
      D – IRRF a recolher
      D – CSLLRF a recolher
      C – bancos
      Isso porque os pagamentos são realizados em datas diferentes.
      Abraço!

      • Obrigado pela resposta.
        Me tira mais uma dúvida, sou empresa e estou prestando serviço a outra empresa. Esse lançamento está correto?
        D – CAIXA/BANCO = R$ 3.162,25
        D – CSLL A RECUPERAR (1%) =R$ 35,00
        D – COFINS A RECUPERAR (3%) = R$ 105,00
        D – PIS A RECUPERAR (0,65) = R$ 22,75
        D – ISS A RECUPERAR (5%) = R$ 175,00
        C – RECEITA DE SERVIÇOS = R$ 3.500,00

  15. Estou com uma duvida trabalho com uma empresa do lucro presumido de serviço odontológico porem ela emite nf de saída para cada cliente mas quando eu apuro os impostos (pis, cofins, csll, ir) sai em darf ate ai tudo bem
    a pergunta : como que eu faço essa contabilização dos valores de entrada e dos impostos ???

  16. Caros colegas,
    Considerando que o PIS/COFINS é de pagamento mensal, e a CSLL e o IRPJ trimestrais (ou estimativa mensal, que só se torna definitivo no ajuste anual), supondo que a empresa X sofreu retenções de PIS/COFINS no valor de R$ 200,00 e, apurou saldo a pagar de R$ 400,00. Ela compensara o retido com o devido dentro do mesmo mês? E o IR e a CSLL? Ela compensará no ajuste, no caso de anuais, e no trimestre no caso de apuração trimestral?

  17. Luis Batista,

    Boa noite!

    Ainda pairou uma dúvida quanto a:

    Luis Bom dia!
    Achei bem interessante sua explicação porém pairou uma dúvida nos seus lançamentos na questão do imposto da empresa X.

    c) Pela compensação das contribuições retidas com o valor devido:

    Você menciona que o lançamento será de:
    D – CSLL a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 100,00
    C – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00

    Quanto ao imposto a Recuperar entendo que o Débito x Crédito zera no final, porém no Imposto a Recolher somente entra o lançamento Devedor e com isso o saldo não fechará, quando e como deve ser feito o lançamento Credor no imposto a recolher, já que não foi a empresa X que efetuou o pagamento e sim a empresa Z ?

    Você respondeu?

    Marcio,
    O lançamento a crédito na conta do imposto a recolher é feito quando da emissão da nota fiscal. É a receita de vendas.

    D-clientes
    C-receita de vendas
    D-imposto sobre vendas
    C-imposto a recolher

    Não coloquei porque o artigo trata da retenção do imposto, e não do imposto sobre venda.

    Abraço!

    A dúvida é que é uma conta de provisão do passivo circulante que ficou devedora?

    Favor se possível esclarecer essa dúvida, como baixarei essa conta do passivo?

    Antecipadamente agradeço,

    Uma boa noite!

    • Leonardo,
      O crédito na conta do passivo já foi realizado em um momento anterior.
      Por exemplo, na provisão para IR e CSLL, credita-se essa conta, então, com a retenção do imposto, você compensa com a provisão.
      Esperto ter esclarecido.
      Abraço!!

  18. Boa tarde . poderia me ajudar a fazer este lancamento de uma empresa do simples
    prestacao de servicos vlr. total da nota 24.235,00
    retencao inss848,23
    iss retido pelo tomador 1211,75

    • Renato,
      Se a empresa do simples estiver prestando o serviço, o lançamento fica dessa forma:

      D-clientes
      D-inss retido
      C-iss retido
      C-receita vendas
      Adicionalmente, você deve registrar o imposto sobre a venda, que no caso é o simples:
      D-simples nacional (impostos s/vendas)
      C-impostos a recolher
      Na empresa tomadora do serviço, o lançamento é:
      D-serviços prestados (despesa)
      C-inss retido a recolher
      C-iss retido a recolher
      C-fornecedores-contas a pagar
      Abraço!

        • Boa tarde . poderia me ajudar a fazer este lancamento de uma empresa do simples
          prestacao de servicos vlr. total da nota 24.235,00
          retencao inss848,23
          iss retido pelo tomador 1211,75
          TOTAL LQUIDO A RECEBER 22175,02
          Obs. que esse iss apesar de não precisar reter inss ,pois anexo 3 do simples o iss foi retido e descontado, por isso a minha duvida

          • Renato…
            Na prestadora de serviços:
            D-Clientes – 22.175,02
            D-INSS retitdo (ativo)- 848,23
            D-ISS retido (ativo)- 1.211.75
            C-Receita de vendas – 24.235,00
            No tomadora do serviço:
            D-despesa – 24.235,00
            C-INSS retido a recolher (passivo) – 848,23
            C-ISS retido a recolher (passivo) – 1.211,75
            C-fornecedores – 22.175,02

            Abraço!

  19. Luis, obrigado pelo seu post.

    Mas ainda estou com uma dúvida. E o lançamento da despesa ?
    No momento do registro da Nota não deveria gerar também a provisão a débito dos impostos na despesa e a crédito no imposto a recolher ?

    abs

    • Rodrigo,
      Não fazemos “provisão” dos impostos retidos na despesa.
      A despesa é lançada no resultado pelo valor total.
      Se a despesa é R$ 1.000, lança-se R$ 1.000 na despesa. No passivo é que se diferencia o valor da despesa com a retenção.
      Abraço!

  20. Gostaria de saber como lançar os impostos,sendo que estes ficaram acordados que seriam por conta do contratante. Deste modo que você demonstrou,acaba diminuindo o valor que teria a receber sem o abatimento dos impostos. Gostaria de uma dica.
    Obrigado

  21. Olá, estou com dúvidas quanto a dois aspectos. O primeiro (1), equivale a informação que terei que informar na DIPJ, pois com nosso cliente possui todas as retenções em nota, o que será destacado na DIPJ? Quanto ao ECF, entra na mesma forma?

    *Empresa do lucro Presumido
    *Consultoria em Sistemas

  22. boa tarde

    Luis, qdo esta lei começou a vigorar e ate qual valor nao é necessario fazer a retenção

    abraços

  23. Bo tarde,
    Restou-me uma dúvida; Não houve a conta partida das retenções a recolhere, ou seja, elas foram debitadas e não houve a apropriação (CRÉDITO) delas.
    Se puder me esclarecer, agradeço,
    Abs.,

    • Jane,
      O lançamento a crédito na conta do imposto a recolher é feito quando da emissão da nota fiscal. É a receita de vendas.

      D-clientes
      C-receita de vendas
      D-imposto sobre vendas
      C-imposto a recolher

      Não coloquei porque o artigo trata da retenção do imposto, e não do imposto sobre venda.

      Abraço!

  24. Luis Bom dia!
    Achei bem interessante sua explicação porém pairou uma dúvida nos seus lançamentos na questão do imposto da empresa X.

    c) Pela compensação das contribuições retidas com o valor devido:

    Você menciona que o lançamento será de:
    D – CSLL a Recolher (Passivo Circulante – Impostos a Recolher) R$ 100,00
    C – CSLL a Recuperar (Ativo Circulante – Impostos a Recuperar) R$ 100,00

    Quanto ao imposto a Recuperar entendo que o Débito x Crédito zera no final, porém no Imposto a Recolher somente entra o lançamento Devedor e com isso o saldo não fechará, quando e como deve ser feito o lançamento Credor no imposto a recolher, já que não foi a empresa X que efetuou o pagamento e sim a empresa Z ?

    • Marcio,
      O lançamento a crédito na conta do imposto a recolher é feito quando da emissão da nota fiscal. É a receita de vendas.

      D-clientes
      C-receita de vendas
      D-imposto sobre vendas
      C-imposto a recolher

      Não coloquei porque o artigo trata da retenção do imposto, e não do imposto sobre venda.

      Abraço!

  25. Boa noite.
    Muitas vezes, decorrente das atividades do dia a dia,efetuamos as transações contábeis “confiando” no parametrização dos sistemas. É muito importante que saibamos contabilizar “na unha” para que não sejamos pegos de surpresa. Gostei muito do site/blog. Didático e de fácil entendimento.
    Satisfação.

  26. Dúvida: Se na lei esta dizendo que devo reter os impostos somente pelo regime de caixa (pois o IR de acordo com o art. 647 do decreto 3.000/99 do RIR deve ser recolhido pela competência), seria correto eu efetuar a seguinte contabilização:

    Emissão NFS (Competência)
    D – Receita: 10.000
    C – Clientes: 9.000
    C – IRRF a recuperar retido: 1.000

    Pagamento (Caixa)
    D – Banco: 7.000
    D – CSLL/PIS/COFINS a recuperar retido: 2.000
    C – Clientes: 9.000

    Obs.: Números hipotéticos.

  27. Parabéns por abrir esta fonte de consultas, esclarecem muitas dúvidas que surgem no dia a dia em nossa atividade cada vez mais complexa, com a legislação sendo alterada quase que diariamente.

    Grato.

    Claudemar

  28. Olá, gostei muito deste artigo e por favor gostaria de receber artigos informativos sobre contabilização em geral…s/ folha de pagto., s/ nf.serviços e etc….
    Muito obrigada.

    • Olá Marli,

      Obrigado por você gostar do artigo. Fique sempre ligada no nosso blog, temos artigos regularmente.Você também pode assinar nosso site gratuitamente para receber nossos artigos em seu e-mail.

      Atc;

Deixe uma resposta para Alan Leal Cancelar resposta