Como Contabilizar PRÓ LABORE

7 Flares Twitter 1 Facebook 0 LinkedIn 4 Google+ 2 7 Flares ×

Neste artigo vou mostrar Como Contabilizar Pró Labore. O pró labore corresponde à remuneração paga aos sócios, diretores ou administradores pelos seus serviços à empresa.

Nota: Os lucros ou adiantamentos pagos aos sócios não devem ser confundidos com o pró labore. Os lucros são pagos por conta da apuração do resultado no fechamento do Balanço.

O pró labore pode ser classificado como custo ou como despesa. Dependendo se o dirigente pertence à área operacional, ou administrativa.

Os encargos como INSS e FGTS* inerentes à remuneração, também seguem a mesma classificação de custo ou despesa.

Nota: A opção ao pagamento do FGTS é facultativa para o caso de pró labore.

Como contabilizar pró labore?

Vamos considerar como exemplo sócios de uma empresa que recebem cada um uma remuneração de R$ 5.000,00. Os lançamentos contábeis são desta forma:

D – Pro labore (Conta de resultado – Custo ou despesa) R$ 5.000,00
C – INSS a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 550,00
C – IRRF a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 433,17
C – Pro labore a pagar (Passivo circulante) R$ 4.016,83

Nota: Confira as tabelas atualizadas do INSS e do IRRF.

Contabilização dos encargos:

Sobre o valor do pró labore incide o INSS (parte empresa) e o FGTS, quando se opta pelo recolhimento.

Seguindo o exemplo acima, a contabilização é:

D – FGTS (Conta de resultado – custo ou despesa) R$ 400,00
C – FGTS a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 400,00
D – INSS (Conta de resultado – custo ou despesa) R$ 1.000,00
C – INSS a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 1.000,00

Base Legal:

RIR/1999; Decreto-lei nº 2.341/1987; Lei nº 8.036/1990; Lei nº 9.430/1996

Se prepare para as provas do CRC com um dos professores mais renomados do mercado acadêmico. Apostila exame do CRC: Bacharel!

Treinamento Exclusivo Para Te Ajudar a Passar No Exame do CRC >>Confira Aqui<<

Curso online de Departamento Pessoal

Você quer abrir seu Escritório de Contabilidade? Confira aqui e veja como!!!

Diversifique os serviços de seu escritório, Já pensou em oferecer serviços online? Confira aqui!

Manual Prático de Auditoria. Curso único no mercado

Tenha um ótimo dia!

Contador, Consultor Contábil, Fiscal e Financeiro, Auditor. Atua na área contábil desde 2002. Criador do site Como Contabilizar desde julho de 2013.

Quer receber nossas novidades, atualizações, artigos e dicas imperdíveis sobre contabilidade? (É grátis)!

5 Comentários

  1. ROGERIO BENTO DO NASCIMENTO

    Prezado Contador Sr. Luis Batista

    Bom dia!

    Assim como ocorre adiantamento salarial, há adiantamento de pró-labore?

    Atenciosamente.

    Rogério Bento do Nascimento
    Contador

    • Rogério,

      Adiantamento de pró-labore não é comum, mas nada impede que seja feito.

      O procedimento é o mesmo do adiantamento de salário.

      Abraço!

  2. Caio Rezende Jardecino

    Site muito bom !

  3. Diego

    Luis Batista, no momento em que você calcula o INSS (11%) sobre $5.000,00 o resulto será de $550,00. Porém, o certo de acordo com a tabela não é fazer o calculo sobre o teto do INSS, que seria $4.390,24? Sendo assim, o INSS seria R$ 482,93. Consequentemente, o IR teria uma base de cálculo diferente, sendo assim o resultado do IR = $416,05.

    Se eu estiver errado, peço desculpa e também lhe peço explicação.

    • Prezado Diego,

      Você está certíssimo.

      Para efeito didático, não considerei essa condição.

      Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *