Como Contabilizar Prejuízo apurado no exercício

Neste artigo vou mostrar Como Contabilizar Prejuízo apurado no exercício.

No encerramento do exercício da empresa, o resultado apurado no ano deve, em primeiro lugar, ser transferido para a conta de lucros ou prejuízos acumulados (no Patrimônio Líquido).

A partir daí, quando for o caso, receber as destinações que lhe são próprias, de acordo com a proposta dos administradores em assembleia geral ou a decisão dos sócios, observadas as disposições legais, estatutárias ou contratuais pertinentes.

No caso de a empresa apurar prejuízo (objeto de nosso artigo), não há destinações a serem realizadas. Todo o prejuízo será absorvido pela conta de lucros ou prejuízos acumulados (no Patrimônio Líquido).

COMO CONTABILIZAR PREJUÍZO APURADO NO EXERCÍCIO

Vamos admitir que uma determinada empresa, apurou, no ano de 2017, um prejuízo de R$ 45.000,00.

Assim, teríamos:

Transferência referente ao valor do prejuízo apurado no encerramento deste exercício

D – Lucros ou Prejuízos Acumulados (Patrimônio Líquido) R$ 45.000,00
C – Resultado do Exercício (Conta de Resultado) R$ 45.000,00

Devo lembrar que no encerramento do exercício, a conta de “Lucros ou Prejuízos Acumulados” não deve apresentar saldo positivo.

Algum saldo positivo remanescente nesta conta deve ser destinado para “Reserva de Lucros”, ou distribuído como dividendo. Adicionalmente, o lucro líquido do exercício deve ser destinado integralmente.

Entretanto, a conta de lucros acumulados não foi eliminada. E deve ser apresentada como parte da demonstração das mutações do patrimônio líquido.

Essa conta, no entanto, tem natureza transitória e deve ser utilizada para a transferência do lucro apurado no período, contrapartida das reversões das reservas de lucros e para as destinações do lucro.

COMPENSAÇÃO COM LUCROS E/OU RESERVAS

Nas sociedades por ações, o prejuízo do exercício deverá, obrigatoriamente, ser absorvido pelos lucros acumulados, pelas reservas de lucros e pela reserva legal, nessa ordem.

Se, anteriormente à transferência do prejuízo do exercício, houver saldo credor (lucro) na conta de lucros ou prejuízos acumulados, a compensação se dará automaticamente.

Entretanto, se não existir saldo credor nessa conta ou se este não for suficiente para absorver integralmente o prejuízo do exercício, será necessário fazer um lançamento de compensação com reservas de lucros se houver.

A reserva legal somente poderá ser utilizada em último caso, isto é, se não houver saldo suficiente em outras contas de reservas de lucros.

Admitindo-se a hipótese de que, no nosso exemplo, não exista saldo anterior na conta de lucros ou prejuízos acumulados, a compensação do prejuízo com reservas de lucros ensejaria o seguinte lançamento:

Absorção de prejuízos

D – Reservas de Lucros (Patrimônio Líquido) R$ 45.000,00
C – Lucros ou Prejuízos Acumulados (Patrimônio Líquido) R$ 45.000,00

Caso não tenha reservas de lucros, ou se o valor dessas for insuficiente para absorver o prejuízo, o valor remanescente poderá ser absorvido pelas reservas de capital.

Observo, porém, que a absorção de prejuízos por outras reservas que não as de lucros não é obrigatória.

 

Gostou do artigo? Tem alguma dúvida ou comentário? Deixe seu recado abaixo!!!

 

Se prepare para as provas do CRC com um dos professores mais renomados do mercado acadêmico. Apostila para o exame do CRC

Treinamento Exclusivo Para Te Ajudar a Passar No Exame do CRC >>Confira Aqui<<

Atualize-se fazendo cursos online na área contábil. >>Veja aqui<<

Veja também esses cursos nas áreas contábil, fiscal e DP que são quase uma especialização >>AQUI<<

Você gostaria de abrir seu Escritório de Contabilidade? Confira aqui e veja como!!!

Leia também

Sobre Luis Batista 104 Artigos
Contador, Consultor Contábil, Fiscal e Financeiro, Auditor. Atua na área contábil desde 2002. Criador do site Como Contabilizar desde julho de 2013.

4 Comentário

  1. Bom dia, Luis.
    Faço a Contabilidade de uma Empresa sem Fins Lucrativos e no período de 2015 teve Prejuízo/Déficit.
    No Ano 2016 também Apresentou Prejuízo/Déficit. No Plano de Contas tem Reserva de Capital e Outras Reservas. Tenho que transferir esses valores para conta de Reserva?

    • Olá Antonina,
      O prejuízo primeiramente deve ser absorvido pelos lucros acumulados, se houver.
      Se “sobrar prejuízo” absorva com a conta de reserva de lucros, ela é para isso mesmo.
      E ainda tem a reserva legal, para os casos de “SAs”.
      Após isso, a empresa poderá compensar o prejuízo com a reserva de capital.
      Então, obrigatório é utilizar a conta de lucros acumulados ou reserva de lucros. A compensação com reserva de capital é facultativa, até porque, teoricamente, a empresa tem a intenção de aumentar capital social com essa reserva.
      Abraço!

  2. Boa tarde. Já que devo absorver o prejuízo do exercício com a conta de reserva de lucros, então o controle do prejuízo será realizado apenas no LALUR?

Comente, pergunte, tire sua dúvida aqui!