Como Contabilizar Os Adiantamentos A Fornecedores

4 Flares Twitter 1 Facebook 0 LinkedIn 3 Google+ 0 4 Flares ×

As empresas fazem pagamentos a título de adiantamentos a fornecedores nos casos de compras de matérias-primas, mercadorias, imobilizado, serviços, etc.

Quando o adiantamento se referir a compra de matérias-primas, materiais de embalagens, mercadorias, insumos, materiais de uso e consumo e serviços relativos à industrialização, o pagamento deverá ser classificado em conta específica de “estoque” no grupo Ativo Circulante.

Por sua vez, quando o pagamento for feito para aquisição de bens fixos, o valor será classificado no subgrupo “Imobilizado” do Ativo Não Circulante.

Uma observação importante é que a classificação em conta específica de “estoque” será feita quando a empresa possuir controles permanentes de estoque. Caso não possua, ou seja, quando o controle do estoque for feito de forma periódica, por meio de inventários, o adiantamento será classificado no grupo Ativo Circulante, em conta específica de “Adiantamentos a Fornecedores”.

Nota: Muitas empresas ainda classificam os adiantamentos a fornecedores dessa forma, independente da situação. Eu, particularmente, não vejo problema que a contabilização seja dessa forma.

Na hipótese de adiantamento a prestadores de serviços, se os mesmos não se relacionarem à industrialização por encomenda para formação dos estoques, (caso que seria contabilizado no grupo de estoques, como visto anteriormente) serão classificados como “Adiantamentos a Fornecedores” no ativo circulante ou não circulante, conforme o prazo de execução dos mesmos.

EXEMPLOS:

Uma empresa, sem controle permanente de estoque, adiantou a um fornecedor um valor de R$ 150.000,00, referente à aquisição de matérias primas.

D – Adiantamentos a Fornecedores (Ativo Circulante)
C – Banco c/movimento (Ativo Circulante – disponibilidades) R$ 150.000,00

Quando o fornecedor realizar a entrega das matérias-primas mediante nota fiscal:

Valor das matérias-primas: R$ 150.000,00

D – Compras de Matérias-Primas (Ativo Circulante – Estoques) R$ 150.000,00
C – Adiantamentos a Fornecedores (Ativo Circulante) R$ 150.000,00

Nota: Para efeitos didáticos, não vou considerar os impostos recuperáveis nessa operação.

O mesmo exemplo para o caso de a empresa ter controle permanente de estoque, a única diferença seria na conta “adiantamentos a fornecedores”, que seria substituída por conta específica de adiantamentos, no grupo de estoques.

Volta a dizer que não vejo problemas que esses pagamentos sejam classificados em “adiantamentos a fornecedores”. É até mais prático…

INVESTIMENTO EM IMOBILIZADO:

Adiantamento para futura aquisição de um veículo no valor de R$ 40.000,00.

D – Imobilizado em andamento (Imobilizado)
C – Banco conta. Movimento (Ativo Circulante)   R$ 40.000,00

No momento da entrega do veículo:

Valor do veículo R$ 80.000,00

1. Contabilização da aquisição do veículo:

D – Veículos (Imobilizado)
C – Fornecedores (Passivo Circulante)  R$ 80.000,00

2. Transferência do valor adiantado ao fornecedor:

D – Fornecedores (Passivo Circulante)
C – Imobilizado em andamento (Imobilizado) R$ 40.000,00

O saldo ainda em aberto, quando for efetivamente pago, deverá ser contabilizado assim:

D – Fornecedores (Passivo Circulante)
C – Banco c/movimento (Ativo Circulante – Disponibilidades) R$ 40.000,00

Um abraço a todos, e até a próxima.

Se prepare para as provas do CRC com um dos professores mais renomados do mercado acadêmico. Apostila exame do CRC: Bacharel!

Treinamento Exclusivo Para Te Ajudar a Passar No Exame do CRC >>Confira Aqui<<

Curso online de Departamento Pessoal

Você quer abrir seu Escritório de Contabilidade? Confira aqui e veja como!!!

Diversifique os serviços de seu escritório, Já pensou em oferecer serviços online? Confira aqui!

Manual Prático de Auditoria. Curso único no mercado

Tenha um ótimo dia!

Contador, Consultor Contábil, Fiscal e Financeiro, Auditor. Atua na área contábil desde 2002. Criador do site Como Contabilizar desde julho de 2013.

Quer receber nossas novidades, atualizações, artigos e dicas imperdíveis sobre contabilidade? (É grátis)!

3 Comentários

  1. Victor Santiago

    Não entendi a questão de ter ou não ter controle permanente de estoque, no caso se eu tiver um controle de estoque e fizer um adiantamento a fornecedores eu deverei lançar como estoques em andamento, da mesma forma que no imobilizado? Se for desse jeito como eu disse, como encerrarei a conta estoque em andamento, seria somente mudar o nome da conta de estoque em andamento para estoques, de forma que isso mostre que os produtos/insumos já estejam presentes na empresa?

    • Victor,
      A conta de estoque em andamento seria encerrada quando o fornecedor entregasse as mercadorias mediante nota fiscal:
      D – estoques mercadorias
      C – forncedores

      Depois:
      D – fornecedores
      C – estoque em andamento(adiantamentos)

      Na prática utilizada pelo mercado, as empresas já contabilizam em adiantamentos a fornecedores. Não há problema algum.

      Apenas fique atento a questões de concursos ou do exame de suficiência. Podem haver pegadinhas nesse sentido.

      Abraço!

  2. MARCELO

    Meu amigo, gostei muito, nuitas duvidas minha forma resovildas, atravez deste site. obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *